Imagem em destaque do post.

Advogados Públicos Federais promovem mais uma ação solidária em Pernambuco

Campanha realizada pela representação estadual da ANAFE em Pernambuco contou com a contribuição de diversos Advogados Públicos Federais.

Na manhã dessa sexta-feira (29), as representantes estaduais da ANAFE em Pernambuco Adriana Roza e Ana Paula Ximenes e o associado Francisco de Assis Câmara realizaram a entrega das doações arrecadadas e compradas pela representação ao Lar Paulo de Tarso em Recife/PE.

De acordo com a representante estadual Adriana Roza, vários colegas da Procuradoria-Regional Federal da 5ª Região doaram materiais escolares, roupas, sapatos e brinquedos. “Mais uma vez, os membros da AGU demostraram como podem contribuir, além do desempenho de suas atividades, para o bem-estar social. Estamos fortalecendo esse papel e explorando todo o poder transformador da Advocacia Pública Federal.”

Para a também representante estadual da ANAFE/PE Ana Paula Ximenes, fazer parte de mais uma ação solidária foi gratificante. “Contribuir com a melhoria do ensino e, consequentemente, para a melhoria da vida dessas crianças, por meio de uma ação voluntária, faz com que permaneçamos socialmente ativos. Além disso, é extremamente positivo para a sociedade esse tipo de ação.”

O associado Francisco de Assis Câmara destacou que a entrega das doações foi uma excelente oportunidade de aproximar a Advocacia Pública Federal, sobretudo das crianças. “Foi uma satisfação receber o carinho e ver a gratidão delas em cada sorriso.”

O QUE A INSTITUIÇÃO FAZ?

Oferece proteção integral às crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, promovendo a garantia de direitos à convivência familiar e comunitária conforme dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente.

HISTÓRICO

A Instituição de Caridade Lar Paulo de Tarso (ICLPT) foi fundada em 27 de maio de 1991. A Instituição desenvolve programa de acolhimento cujo funcionamento é regido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e oferece atendimento simultâneo a crianças encontradas em situação de risco social. Esse trabalho também é extensivo às suas famílias. A instituição funciona como abrigo de crianças, que são encaminhadas pelos Conselhos Tutelares e Juizado da Infância e da Juventude da Capital até que as mesmas possam retornar para a família de origem ou, quando esgotada esta possibilidade, ingressarem numa família substituta (guarda, tutela ou adoção).

A instituição preocupa-se em oferecer um atendimento adequado às crianças acolhidas, assegurando os seus direitos fundamentais, incluindo a possibilidade de reestruturar sua história de vida.

Clique aqui para saber mais.

Share This